Fernand Hick
Foto: Fernand Hick

 

Tinha a certeza de que todos os seus sonhos seriam realizados. Quando passou para a contabilidade do vendedor as notas contadas e devidas ao chaço, exultou. Era o seu primeiro carro. Velhíssimo, mas o seu primeiro carro.

– Estás feliz?

– Muito, papá. Não o podia estar mais!

O rapaz calçou as mitenes, pôs-se a acariciar o tejadilho manchado, os jerricãs repletos, o volante forrado de pelo. Todos os seus sonhos esperavam a força da ignição.

Não muito distante dali era a escola primária.

Dois a dois, dando as mãos, os meninos costumam atravessar a passadeira debaixo do olhar atento da funcionária responsável.

É uma operação tranquila, embora um pouco demorada. «O perigo espreita de todas as partes: cuidado!» costuma sensibilizar a diretora da escola. Nunca se sabe em que estado e a que velocidade, tão pouco com que desfecho e por que artes do diabo, isso acrescentamos nós.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s